COMEMORAÇÃO: 50 ANOS DA “ROSA DE VERSALHES”

Evento em São Paulo tem palestras, exposição e até desfile de moda lolita

Série de mangá publicada originalmente em 1972 na revista semanal “Margaret”, desenhada por Riyoko Ikeda. Conta a trágica biografia da rainha Maria Antonieta e eventos que culminaram na Revolução Francesa sob a ótica de Oscar de Jarjayes, comandante da Guarda Real de Versalhes.
A protagonista Oscar, apesar do nome, é uma mulher que foi criada como menino por seu pai, um militar aristocrata, para poder herdar os privilégios e títulos de nobreza de sua família.
Misturando história, drama, ação, tramas complexas e romance, o mangá tornou-se um grande sucesso entre meninas de 8 a 15 anos (público alvo da “Margaret”) e também entre adultos.

A Rosa de Versalhes’ é o mangá feminino de maior vendagem do país em todos os tempos”

O comovente final trágico do mangá marcou toda uma geração. Apesar do encerramento da série em 1973, o público continuou a cultuar a história. Em 1974 o Teatro Takarazuka adaptou “A Rosa de
Versalhes” em musical. O sucesso foi tão grande, que filas de 2 semanas de espera se formaram só para a reserva de ingressos e a imprensa cobriu o fenômeno inédito.
Até hoje “A Rosa de Versalhes” já foi vista por mais de 5 milhões de espectadores e é a peça de maior
sucesso em 109 anos de existência do Teatro Takarazuka.

“Lady Oscar” alcança grande sucesso no exterior

O animê de “A Rosa de Versalhes” ganhou o título de “Lady Oscar” no exterior e alcançou muito sucesso. Na Itália, em 1982, “Lady Oscar” foi o segundo programa de maior audiência da TV do ano (atrás somente da Copa do Mundo de Futebol, título conquistado pela Itália), causou uma febre inédita no país e virou uma série cult.
O sucesso abriu caminho para a grande popularidade dos animês japoneses na Europa até hoje. Discos, álbum de figurinhas, fantasias, brinquedos e até o encarte dominical infantil do jornal “Corriere della Sera”, tudo era feito com o tema “Lady Oscar”.

Popularidade reconhecida no Japão

A popularidade da “Rosa de Versalhes” no Japão é tão grande que se tornou uma referência de cultura popular, estampando produtos diversos e foi homenageada pelos Correios com duas séries de selos. Primeiro mangá elevado à categoria de obra literária, é também o mais influente romance escrito e desenhado no Japão no século 20.

“A Rosa de Versalhes” gerou um enorme interesse pelo rococó e pela cultura setecentista francesa no Japão, que é o país que mais realiza exposições sobre esse tema fora da França.

Sem preconceito contra o rococó, influenciadas pela estética do mangá, desafiando o fast fashion e críticas da “patrulha do bom gosto”, adolescentes do início do século 21 fizeram uma Revolução estética às avessas.

No Japão uma grande exposição no Roppongi Hills em Tóquio, e diversos produtos serão lançados em comemoração dos 50 Anos da “Rosa de Versalhes” neste ano. A importância dessa efeméride é que nunca um mangá foi tão celebrado, principalmente em se tratando de um mangá feminino e antigo para os padrões editoriais atuais. Isso consagra “A Rosa de Versalhes” como o grande clássico do mangá moderno por sua duradoura e ampla influência.

No Brasil

O mangá chegou ao Brasil na versão original em japonês, através das livrarias japonesas nos anos de 1972 e 1973. Oito episódios da série em animê e o longa-metragem foram dublados e lançados no mercado de vídeo em 1994 pela Flashstar/ Europa Carat Home Video.
Em 2012, foi realizado um evento comemorativo dos 40 anos da “Rosa de Versalhes” na Associação Mie Kenjinkai em São Paulo pela Abrademi.
Em 2018, o mangá foi traduzido e publicado pela editora JBC com o título de ”Rosa de Versalhes” em cinco volumes de 368 a 408 páginas.

PROGRAMAÇÃO: 50 ANOS DA ROSA DE VERSALHES

Exposição: 15 a 23/10 – 13 às 17 horas (8º andar)

Palestra: 15 e 19/10 – 15 horas (8º andar)  “O impacto da Rosa de Versalhes no Japão e no mundo”   Cristiane A. Sato (ABRADEMI)

Exibição de vídeo: 15, 16, 19, 22 e 23/10 – 14 às 17 h (8º andar.)

Desfile de Moda Lolita: Desfile de seguidoras da moda alternativa japonesa gothic & lolita – Dia 23/10 (domingo) às 16 horas no (9º andar).

Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil

O evento será realizado dentro do Museu, que recebeu ampla reforma recentemente. Para participar do evento será necessário pagar o ingresso do Museu, exceto na quarta-feira, quando a entrada é franca.

Local: Rua São Joaquim, 381 – 7º, 8º e 9º andares – Exposição Permanente – Bairro Liberdade – São Paulo

Horário de funcionamento:

Exposição: de terça-feira a domingo, das 13h às 17h * Última entrada até as 16:00

Entrada Gratuita: todas as quartas-feiras

Contribuição adulto: R$ 16,00
Estudantes com carteirinha: R$ 8,00
Crianças de 5 a 11 anos: R$ 8,00
Idosos acima de 60 anos: R$ 8,00 (Lei 10.741/2003 – Estatuto do Idoso)

Promoção: ABRADEMI e Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil

Apoio: Fundação Japão em São Paulo e Editora JBC

Please follow and like us:

abrademi

Um comentário em “COMEMORAÇÃO: 50 ANOS DA “ROSA DE VERSALHES”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.